Make your own free website on Tripod.com

 

 
 HPV



 

 

 
Tratamento do HPV  é  com  a   Apiterapia Apiscure. Em apenas 15 dias, informe-se como.
 
HPV - O QUE É ?

HPV é a abreviatura de 'Human Papilomavirus', o que significa Papilomavírus Humano. Os papilomavírus possuem predileção por tecidos de revestimento (pele e mucosas) e provocam na região infectada alterações localizadas que resultam no aparecimento de lesões decorrentes do crescimento celular (células) irregular. Estas lesões são denominadas verrugas ou vulgarmente conhecidas como 'crista de galo'.
Conhecida desde a antiguidade, as infecções genitais pelo HPV chamaram atenção a partir da década de 80, quando se identificou a correlação destas lesões como câncer de colo uterino. Mais de 100 tipos até o momento foram identificados, dos quais apenas 30 tipos podem infectar a região anogenital
feminina e masculina

O Papilomavírus Humano é um vírus universal, que não tem preferências, quer seja quanto ao sexo, idade, raça, localização. Pode se instalar em qualquer região do corpo, bastando haver uma porta de entrada através de micro-abrasões (micro-traumas) da pele ou mucosa. Já se detectou o vírus não só na região genital, mas também extragenital como olho, boca, faringe, vias respiratórias, ânus, reto e uretra. E ,ainda, sua presença foi encontrada no líquido amniótico (líquido que envolve o feto na vida intra-uterina). Ao procurar o tratamento homeopático, venha com a certeza da cura. Esta é uma conduta psicológicamente correta, para a completa restauração dos tecidos afetados.
O contágio acontece, na maioria das vezes, na relação sexual. O
>vírus pode ter sido adquirido muito tempo antes da sua manifestação.
>Portanto, não tenha vergonha em falar sobre a descoberta dele porque isto
>não significa que você tenha sido infiel. A bióloga Luisa Linna Villa diz
>que é muito difícil detectar o caminho que o vírus percorre, mas sabe-se
>que o homem é o seu principal transmissor. Existe mais de uma centena de
>subtipos de HPV. A maioria provoca lesões inofensivas ou nem se manifesta.
>Não é porque uma pessoa tem HPV que ela vai ter câncer. Há uma série de
>fatores necessários para que o tumor se desenvolva como o cigarro,
>contraceptivos orais ou parceiros promíscuos.
>
> O vírus é resistente a procedimentos normais de higiene. Mas é muito
>difícil que o contágio se dê através de toalhas, vasos sanitários ou outro
>objeto. Isto só é possível se a pessoa contaminada possuir uma carga viral
>muito elevada e que tenha havido contado das mucosas infectadas com estes
>objetos. Portanto, é pouco provável.
>
> A melhor forma de prevenção é realizar todo ano um exame
>ginecológico chamado Papanicolau. É um exame simples, indolor e que detecta
>com precisão a presença de qualquer anormalidade nas células. Entretanto, o
>Papanicolau - não é rotina para 80% das mulheres no Brasil. Apesar do
>câncer de útero ser o mais freqüente, o HPV pode também se instalar e
>causar tumores em outros lugares da região genital de homens e mulheres.
>
> Ainda não existe remédio para combater o HPV, existe sim tratamento
>para as lesões que o vírus provoca. Por isso, quanto mais cedo o
>diagnóstico, maior a chance de cura. A bióloga Luisa Linna Villa pesquisa,
>com recursos de um laboratório multinacional, uma vacina que proteja
>mulheres e homens do HPV. Ela deverá ser tomada por crianças e jovens,
>principalmente por não terem iniciado sua vida sexual ainda.
>
> Alguns sintomas de anormalidade podem ser:
> - Verrugas nas mãos, dedos, boca, região ano-genital e mucosas
> - Coceiras, corrimentos ou sangramentos na região ano-genital
> Cuide-se, toque o seu corpo, não tenha vergonha de se auto-examinar.
 

 

Todos os direitos reservados a Gynaikós Serviços Médicos S/C Ltda.